Loading...

sábado, 7 de junho de 2008

Um gesto, um passo...

A rampa está quase quase acabadinha de construir :D... o nosso projecto chegou ao fim, e com ele as nossa tarefas também chegaram ao fim, estamos triste porque acabou, mas felizes porque conseguimos cumprir os nossos objectivos . Deixamo-vos na presença da rampa ...

...quer dizer queriamos deixar-vos mas estamos com problemas informáticos :( mais tarde passamos aqui para alterar :D ... fiquem bem!

sábado, 31 de maio de 2008

Voltar a andar?

Uma das questões que se levanta, é se depois de uma lesão medular se pode ou não voltar a andar. Segundo as nossas pesquisas a resposta é não. Devido à especificidade das estruturas em questão e à complexidade das células do sistema nervoso que não são capazes de regenerar , a informação enviada pelo cérebro (responsável pela informação que chega a todas as partes do corpo), não consegue ultrapassar a barreira causada pela lesão, não transmitindo assim qualquer informação a baixo desta. Isto confere um carácter irreversível a uma lesão medular.
No entanto é importante que se faça um acompanhamento do lesado, pois o tempo é a grande resposta de recuperação.
O então, deficiente motor deverá ser acompanhado por um técnico especializado, normalmente são fisioterapeutas, que se encarregarão de reforçar o potencial funcional dos deficientes.
Com o avanço da ciência e tecnologia os investigadores, estão a investir no chamado “Santo Grall dos neurónios”, para que haja uma esperança de regenerar as células complexas do sistema nervoso e realizar o sonho de muitas pessoas!

domingo, 25 de maio de 2008

Ser deficiente é, ou melhor não é...

"...não é não ter uma perna. Não é viver numa cadeira de roda, não é andar devagar, nem é falar enrolado. O "Ser Deficiente" é uma definição muito difícil de ser estabelecida, pois em que consiste a "deficiência" ou a "normalidade" ? Vivemos numa sociedade em que regras são estabelecidas e quando não as cumprimos, somos tachados de diferentes, rebeldes e muitas vezes até de "anormais". "

Procurei, mas não encontrei a definição de deficiente, porque não existe!Mas aqui vos deixo alguns conceitos feitos relatos de pessoas ditas "deficientes" :

O que é ser deficiente?


"Deficiente" é aquele que não consegue modificar a sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive...."Cego" é aquele que não vê o seu próximo morrer de frio, fome, miséria ...."Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, o apelo de um irmão... ."Mudo" é aquele que não consegue dizer o que sente e esconde-se por trás da máscara da hipocrisia."Paralítico" é quem não consegue andar na direção dos que precisam de ajuda."


Extraído : http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080205130125AAonQPc

sábado, 24 de maio de 2008

Sexualidade em deficientes motores....



"Uma coisa em que raramente se ouve falar é na sexualidade nos deficientes motores. Talvez por indiferença ou por falta de conhecimento do assunto, quando ouvimos falar em sexualidade, na escola ou noutras instituições, ninguém se lembra de abordar quais as diferenças que existem para pessoas com mobilidade reduzida". Após a lesão na medula por vezes “o sexo” é visto como uma coisa do passado.
A realidade é diferente, pois após uma lesão, a sexualidade não tem que ser posta de lado.
Após algumas pesquisas, conclui que a sensibilidade no órgão sexual pode não se perder totalmente, depende sim da gravidade da lesão, não há que generalizar.
Quem sofre de lesão na medula ou o/a companheiro/a de alguém com este problema deve sempre procurar esclarecimento e ajuda.
Encontrei este site, onde o tema é abordado, assim como outros temas, quem estiver interessado, consulte: http://www.d-eficiente.net/. ;P

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Diário de Bordo


Nestas últimas que restam para o termino do final do ano, o grupo tem se concentrado mais na apresentação final do projecto, a qual já foi realizada na passada terça-feira, a duas turmas de 11ºano e a uma de 12ºano. Esta apresentação teve como base tudo o que realizamos ao longo do ano lectivo, e na tentativa de transmitir as nossas ideias sobre este tema de forma a mudar alguma coisa na nossa sociedade, que pode ser a base para o futuro.

Para além disto, temos tentado "andar" com o projecto da rampa, a qual já recebemos os materias para a sua construção, faltando ainda iniciar a sua construção.


Nestas semanas ainda para além da construção da rampa, temos ainda em mãos a realização do relatório final de ano, onde iremos retratar todo um ano de trabalho.

Esperamos ainda por os vossos comentários ao nosso Blog e a participação no nosso desafio, "Tà Mal!"

terça-feira, 13 de maio de 2008

Barreiras psicológicas ultrapassadas


Depois de realizada a nossa apresentação a algumas turmas da escola, concluimos com sucesso o nosso projecto, mas apesar disso ficaram algumas arestas por limar, como a construção da rampa no recinto da escola. Rampa esta que esperamos estar concluida até ao final do ano lectivo, para ai sim acabarmos a analise do nosso projecto com um sorriso no rosto e com o dever da mudança já cumprido.
Com esta nossa apresentação, conseguimos pôr todô o público presente a pensar sobre tudo aquilo que estamos a tentar mudar, perecebendo assim que eles são peças de um puzzle que só junto o conseguiremos traçar como uma mete que foi atingido. Mas não basta só pensar mas também agir, e ajudar todos aqueles que mais precisam para um dia conseguirem a sua independência.
A ajuda do Pedro foi muito importante também na nossa apresentação. Foi apartir dele que conseguiomos demonstrar a realidade contada por uma pessoa que sofre deste deficiência. Demonstrou ser uma pessoa lutadora e humilde, e tem vindo a vencer barreiras com o passar dos anos. A ele e a todos que tem acompanhado o nosso projecto um agrande agradecimento de todo o grupo, e esperamos ver que o nosso esforço em mudar as barreiras psicológicas tenha gerado alguns resultados e que cada vez mais o mundo seja melhor para todos.